No items found.
No items found.
Menu
Finalizar o Pedido
0
HOME
CATÁLOGO
Direito
Tratado de Direito Antidiscriminatório

Tratado de Direito Antidiscriminatório

Autor:
Adilson José Moreira
Ano:
2020
Tradutor:
Prefácio:
Tradutor:
Prefácio:
1ª Edição
Encadernação:
Capa Dura
ISBN:
9786588470206
páginas:
800
Dimensões:
23
cm
×
16
cm
×
6
cm
Peso:
1300
g

RESUMO

A Editora Contracorrente tem a honra de anunciar a publicação do livro Tratado de Direito Antidiscriminatório, do celebrado autor Adilson José Moreira. A obra reflete a necessidade da análise e sistematização dos diversos conteúdos de uma disciplina jurídica de extrema relevância para a consolidação e avanço de uma cultura democrática no nosso país. Produto de transformações sociais decorrentes da mobilização política em torno das demandas pela eliminação de práticas arbitrárias, o Direito Antidiscriminatório tem como objetivo principal eliminar mecanismos de exclusão responsáveis pela produção das desvantagens sistêmicas enfrentadas por minorias. Sua estrutura e legitimação estão presentes em normas legais, formulações teóricas, nos precedentes jurisprudenciais e em políticas públicas que procuram regular e concretizar o sistema protetivo presente na nossa legislação. Este livro preenche, portanto, uma grande lacuna na literatura nacional, ao apresentar ao público brasileiro um estudo sistemático de temas centrais para a implementação de práticas transformadoras, constituindo uma leitura obrigatória a estudantes, professores, operadores jurídicos, gestores públicos, lideranças políticas e membros de movimentos sociais.

sobre

A Editora Contracorrente tem a honra de anunciar a publicação do livro Tratado de Direito Antidiscriminatório, do celebrado autor Adilson José Moreira.

A obra reflete a necessidade da análise e sistematização dos diversos conteúdos de uma disciplina jurídica de extrema relevância para a consolidação e avanço de uma cultura democrática no nosso país. Produto de transformações sociais decorrentes da mobilização política em torno das demandas pela eliminação de práticas arbitrárias, o Direito Antidiscriminatório tem como objetivo principal eliminar mecanismos de exclusão responsáveis pela produção das desvantagens sistêmicas enfrentadas por minorias. Sua estrutura e legitimação estão presentes em normas legais, formulações teóricas, nos precedentes jurisprudenciais e em políticas públicas que procuram regular e concretizar o sistema protetivo presente na nossa legislação.

Este livro preenche, portanto, uma grande lacuna na literatura nacional, ao apresentar ao público brasileiro um estudo sistemático de temas centrais para a implementação de práticas transformadoras, constituindo uma leitura obrigatória a estudantes, professores, operadores jurídicos, gestores públicos, lideranças políticas e membros de movimentos sociais.

Índice

AGRADECIMENTOS
APRESENTAÇÃO
INTRODUÇÃO
CAPÍTULO I - DIREITO ANTIDISCRIMINATÓRIO: DEFINIÇÕES, PROPÓSITOS, ORIGENS, DESAFIOS

1.1 Direito Antidiscriminatório: definições

1.2 Fundamentos filosóficos.

1.2.1 Justiça

1.2.2 Liberdade

1.2.3 Dignidade

1.3 Fundamentos antropológicos

1.4 Fundamentos políticos

1.4.1 Normas antidiscriminatórias e cultura democrática

1.4.2 Política da identidade e sociedade democrática

1.5 Fundamentos jurídicos.

1.5.1 Subjetividade jurídica

1.5.2 Racionalidade constitucional

1.5.3 Universalidade de direitos

1.5.4 Critérios de distribuição de oportunidades e de direitos.

1.6 Normas de Direito Antidiscriminatório

1.6.1 Normas gerais do Direito Antidiscriminatório

1.6.2 Normas específicas de Direito

Antidiscriminatório.

1.7 Desafios do Direito Antidiscriminatório

CAPÍTULO II - IGUALDADE: DIMENSÕES, DEFINIÇÕES, TEORIAS, PRINCÍPIOS

2.1 A igualdade e suas dimensões.

2.1.1 A dimensão lógica da igualdade

2.1.2 A dimensão jurídica da igualdade

2.1.3 A dimensão política da igualdade

2.1.4 A dimensão moral da igualdade

2.1.5 A dimensão psicológica da igualdade

2.1.6 A dimensão diferenciativa da igualdade®

2.2 O conceito de igualdade: definições e parâmetros

2.3 Das teorias monistas às teorias complexas da igualdade

2.3.1 Igualdade formal e igualdade proporcional

2.3.2 Teoria da igualdade moral e a teoria utilitarista da igualdade

2.3.3 Igualdade de recursos: igualdade e responsabilidade

2.3.4 Igualdade de oportunidades e igualdade de resultados

2.3.5 Igualdade de respeito e teorias expressivas da igualdade,

2.4 A teoria da igualdade como capacidade2.5 Justiça: entre reconhecimento e redistribuição

2.6 Igualdade relacional

CAPÍTULO III - A EVOLUÇÃO DA IGUALDADE

3.1 A igualdade no mundo grego

3.2 A igualdade no mundo romano

3.3 A igualdade no mundo medieval e no mundo

renascentista

3.4 A igualdade no mundo moderno.

3.5 A igualdade formal e a representação abstrata do sujeito humano.

3.5.1 O constitucionalismo social e a categorização do Direito

3.5.2 A categorização de direitos no Estado Democrático de Direito

CAPÍTULO IV - CRITÉRIOS DE PROTEÇÃO ESPECIAL: CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE E DEMOCRACIA

4.1 Controle de constitucionalidade e separatismo social

4.2 Critérios de proteção especial

4.3 A jurisprudência americana e canadense sobre critérios de proteção

4.4 O que é um critério de proteção especial

CAPÍTULO V - ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE IGUALDADE E LIBERDADE

5.1 A concepção de liberdade no mundo moderno

5.2 As correlações estruturais entre igualdade e liberdade

5.3 O que devemos entender por liberdade antropológica hoje?

CAPÍTULO VI - PRINCÍPIOS DE INTERPRETAÇÃO DA IGUALDADE

6.1 Razoabilidade e proporcionalidade: a perspectiva antidiscriminatória

6.2 Antidiscriminação e antissubordinação

6.3 As bases constitucionais da perspectiva antissubordinatória

6.4 A hermenêutica do oprimido

6.4.1 A crítica de minorias às perspectivas hermenêuticas tradicionais

6.4.2 Os pressupostos epistemológicos da hermenêutica do oprimido

6.4.3 Pressupostos teóricos da hermenêutica do oprimido

6.4.4 Pressupostos jurídicos da hermenêutica do oprimido

CAPÍTULO VII - DISCRIMINAÇÃO: SENTIDOS E DIMENSÕES

7.1 Definições

7.2 Dimensões da discriminação

7.3 Discriminação: aspectos sistêmicos e políticos

7.4 Discriminação e desvantagem

7.5 Discriminação, igualdade e liberdade

7.6 Discriminação e legitimação

7.7 Níveis de análise de atos discriminatórios

CAPÍTULO VIII - A PSICOLOGIA SOCIAL DA DISCRIMINAÇÃO

8.1 Processos cognitivos e processos discriminatórios.

8.2 A dinâmica psicológica dos preconceitos

8.3 A dinâmica psicológica dos estereótipos

8.4 Disposições cognitivas implícitas e práticas discriminatórias

8.5 A dinâmica cultural dos estigmas

CAPÍTULO IX - DISCRIMINAÇÃO DIRETA E DISCRIMINAÇÃO INDIRETA

9.1 Discriminação direta

9.2 Discriminação indireta

CAPITULO X - DISCRIMINAÇÃO INTERSECCIONAL E DISCRIMINAÇÃO MULTIDIMENSIONAL

10.1 A discriminação interseccional

10.2 A teoria da multidimensionalidade de opressões

CAPÍTULO XI - DISCRIMINAÇÃO INCONSCIENTE E DISCRIMINAÇÃO ORGANIZACIONAL

11.1 A discriminação inconsciente

11.2 Discriminação organizacional

11.2.1 Cultura institucional e discriminação estética

11.2.2 Cultura organizacional e discriminação racional

11.2.3 Cultura organizacional e negociação da identidade

11.3 Relações raciais e mercado de trabalho

CAPÍTULO XII - DISCRIMINAÇÃO INSTITUCIONAL, ESTRUTURAL E INTERGERACIONAL

12.1 Discriminação institucional

12.2 Discriminação estrutural

12.3 Discriminação intergeracional

CAPITULO XIII - O PRIVILÉGIO COMO MECANISMO DE DISCRIMINAÇÃO SOCIAL

13.1 O que é um privilégio?

13.2 A epistemologia social do privilégio

13.3 A invisibilidade social do privilégio branco

13.4 Explicitando o funcionamento dos sistemas de privilégios.

CAPÍTULO XIV - A TEORIA DAS MICROAGRESSÕES

CAPÍTULO XV - DISCRIMINAÇÃO E TECNOLOGIA

15.1 Inteligência artificial: conceitos básicos

15.2 Inteligência artificial e padrões culturais

15.3 Inteligência artificial, discriminação indireta e estrutural

15.4 Discriminação genética

15.5 A ciência e a estrutura democrática

CAPÍTULO XVI - DISCRIMINAÇÃO E ESTRATIFICAÇÃO589

16.1 A psicologia social da estratificação social

16.2 Estratificação social e processos de legitimação

16.3 Legitimação e discriminação: sobre as relações raciais no Brasil

CAPITULO XVII - DISCRIMINAÇÃO RACIAL

17.1 A lógica da operação de uma ordem racial

17.1.2 Raça e racialização

17.2 Por uma definição adequada da discriminação racial

17.3 O racismo e suas várias manifestações

17.4 O racismo como prática discursiva

17.5 Proteção social de minorias raciais

17.5.1 Ações institucionais.

17.6 Ações individuais e coletivas

CAPÍTULO XVIII - DISCRIMINAÇÃO SEXUAL

18.1 A significação social do sexo

18.1.1 A dimensão cultural da discriminação sexual

18.1.2 A dimensão política da discriminação sexual

18.1.3 A dimensão econômica da discriminação sexual.

18.2 A definição legal e conceitual de discriminação exual

18.3 Quais são os objetivos da luta feminista?

CAPÍTULO XIV - DISCRIMINAÇÃO POR ORIENTAÇÃO SEXUAL

19.1 Homossexualidade e orientação sexual

19.2 A discriminação por orientação sexual: aportes teóricos

19.3 A discriminação por orientação sexual: definição e manifestações

19.4 Proteção política e jurídica de minorias sexuais

19.5 Cidadania sexual

19.6 A cidadania sexual no Brasil

CAPÍTULO XX - OS CUSTOS EMOCIONAIS DOS SISTEMAS DE DISCRIMINAÇÃO

20.1 Identidade e personalidade

20.2 Processos discriminatórios e dinâmica psicológica da regulação social

20.3 Os custos emocionais dos sistemas de discriminação

20.3.1 Sistemas de discriminação e trabalho emocional

20.3.2 As consequências emocionais da discriminação

CAPÍTULO XXI - ANTIDISCRIMINAÇÃO, GOVERNANÇA CORPORATIVA E COMPLIANCE

21.1 Princípios da ordem econômica brasileira

21.1.1 Governança corporativa: definição e funções

21.2 Teorias de governança corporativa

21.3 Governança corporativa e compliance

21.3.1 Responsabilidade social corporativa

21.4 Governança corporativa e práticas discriminatórias 783

21.4.1 Discriminação como vantagem econômica

21.5 Diversidade racial e governança corporativa

21.6 Ações afirmativas, cidadania corporativa e repertório identificatório

CAPÍTULO XXII - PARÂMETROS PARA POLÍTICAS PÚBLICAS E MEDIDAS LEGISLATIVAS

CAPÍTULO XIII - POR QUE É ERRADO DISCRIMINAR?

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Adilson José Moreira

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Suspendisse varius enim in eros elementum tristique. Duis cursus, mi quis viverra ornare, eros dolor interdum nulla, ut commodo diam libero vitae erat. Aenean faucibus nibh et justo cursus id rutrum lorem imperdiet. Nunc ut sem vitae risus tristique posuere.

Tratado de Direito Antidiscriminatório

Preço de capa do Produto:
R$ 200,00 
Preço do Produto:
R$ 180,00 
Definir CEP PARA CÁLCULO de Frete
Adicionar CEP
Definir CEP PARA  CÁLCULO de Frete
CEP
Não foi possível realizar o cálculo de frete. Por favortente novamente.
VALOR DO FRETE para IMPRESSO NORMAL EM ATÉ X DIAS:
R$
Preço FINAL com FRETE:
R$
TOTAL A PAGAR:
R$ 180,00 

Tratado de Direito Antidiscriminatório

Autor:
Adilson José Moreira
Prefácio:
Prefácio:
Tradutor:
Prefácio:
Tradutor:
Prefácio:
Tradutor:
Tradutor:
Ano:
2020
1ª Edição
Encadernação:
Encadernação:
Capa Dura
ISBN:
9786588470206
Dimensões:
23
cm
×
16
cm
×
6
cm
Páginas:
800
Peso:
1300
g

RESUMO

A Editora Contracorrente tem a honra de anunciar a publicação do livro Tratado de Direito Antidiscriminatório, do celebrado autor Adilson José Moreira. A obra reflete a necessidade da análise e sistematização dos diversos conteúdos de uma disciplina jurídica de extrema relevância para a consolidação e avanço de uma cultura democrática no nosso país. Produto de transformações sociais decorrentes da mobilização política em torno das demandas pela eliminação de práticas arbitrárias, o Direito Antidiscriminatório tem como objetivo principal eliminar mecanismos de exclusão responsáveis pela produção das desvantagens sistêmicas enfrentadas por minorias. Sua estrutura e legitimação estão presentes em normas legais, formulações teóricas, nos precedentes jurisprudenciais e em políticas públicas que procuram regular e concretizar o sistema protetivo presente na nossa legislação. Este livro preenche, portanto, uma grande lacuna na literatura nacional, ao apresentar ao público brasileiro um estudo sistemático de temas centrais para a implementação de práticas transformadoras, constituindo uma leitura obrigatória a estudantes, professores, operadores jurídicos, gestores públicos, lideranças políticas e membros de movimentos sociais.

sobre

A Editora Contracorrente tem a honra de anunciar a publicação do livro Tratado de Direito Antidiscriminatório, do celebrado autor Adilson José Moreira.

A obra reflete a necessidade da análise e sistematização dos diversos conteúdos de uma disciplina jurídica de extrema relevância para a consolidação e avanço de uma cultura democrática no nosso país. Produto de transformações sociais decorrentes da mobilização política em torno das demandas pela eliminação de práticas arbitrárias, o Direito Antidiscriminatório tem como objetivo principal eliminar mecanismos de exclusão responsáveis pela produção das desvantagens sistêmicas enfrentadas por minorias. Sua estrutura e legitimação estão presentes em normas legais, formulações teóricas, nos precedentes jurisprudenciais e em políticas públicas que procuram regular e concretizar o sistema protetivo presente na nossa legislação.

Este livro preenche, portanto, uma grande lacuna na literatura nacional, ao apresentar ao público brasileiro um estudo sistemático de temas centrais para a implementação de práticas transformadoras, constituindo uma leitura obrigatória a estudantes, professores, operadores jurídicos, gestores públicos, lideranças políticas e membros de movimentos sociais.

Índice

AGRADECIMENTOS
APRESENTAÇÃO
INTRODUÇÃO
CAPÍTULO I - DIREITO ANTIDISCRIMINATÓRIO: DEFINIÇÕES, PROPÓSITOS, ORIGENS, DESAFIOS

1.1 Direito Antidiscriminatório: definições

1.2 Fundamentos filosóficos.

1.2.1 Justiça

1.2.2 Liberdade

1.2.3 Dignidade

1.3 Fundamentos antropológicos

1.4 Fundamentos políticos

1.4.1 Normas antidiscriminatórias e cultura democrática

1.4.2 Política da identidade e sociedade democrática

1.5 Fundamentos jurídicos.

1.5.1 Subjetividade jurídica

1.5.2 Racionalidade constitucional

1.5.3 Universalidade de direitos

1.5.4 Critérios de distribuição de oportunidades e de direitos.

1.6 Normas de Direito Antidiscriminatório

1.6.1 Normas gerais do Direito Antidiscriminatório

1.6.2 Normas específicas de Direito

Antidiscriminatório.

1.7 Desafios do Direito Antidiscriminatório

CAPÍTULO II - IGUALDADE: DIMENSÕES, DEFINIÇÕES, TEORIAS, PRINCÍPIOS

2.1 A igualdade e suas dimensões.

2.1.1 A dimensão lógica da igualdade

2.1.2 A dimensão jurídica da igualdade

2.1.3 A dimensão política da igualdade

2.1.4 A dimensão moral da igualdade

2.1.5 A dimensão psicológica da igualdade

2.1.6 A dimensão diferenciativa da igualdade®

2.2 O conceito de igualdade: definições e parâmetros

2.3 Das teorias monistas às teorias complexas da igualdade

2.3.1 Igualdade formal e igualdade proporcional

2.3.2 Teoria da igualdade moral e a teoria utilitarista da igualdade

2.3.3 Igualdade de recursos: igualdade e responsabilidade

2.3.4 Igualdade de oportunidades e igualdade de resultados

2.3.5 Igualdade de respeito e teorias expressivas da igualdade,

2.4 A teoria da igualdade como capacidade2.5 Justiça: entre reconhecimento e redistribuição

2.6 Igualdade relacional

CAPÍTULO III - A EVOLUÇÃO DA IGUALDADE

3.1 A igualdade no mundo grego

3.2 A igualdade no mundo romano

3.3 A igualdade no mundo medieval e no mundo

renascentista

3.4 A igualdade no mundo moderno.

3.5 A igualdade formal e a representação abstrata do sujeito humano.

3.5.1 O constitucionalismo social e a categorização do Direito

3.5.2 A categorização de direitos no Estado Democrático de Direito

CAPÍTULO IV - CRITÉRIOS DE PROTEÇÃO ESPECIAL: CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE E DEMOCRACIA

4.1 Controle de constitucionalidade e separatismo social

4.2 Critérios de proteção especial

4.3 A jurisprudência americana e canadense sobre critérios de proteção

4.4 O que é um critério de proteção especial

CAPÍTULO V - ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE IGUALDADE E LIBERDADE

5.1 A concepção de liberdade no mundo moderno

5.2 As correlações estruturais entre igualdade e liberdade

5.3 O que devemos entender por liberdade antropológica hoje?

CAPÍTULO VI - PRINCÍPIOS DE INTERPRETAÇÃO DA IGUALDADE

6.1 Razoabilidade e proporcionalidade: a perspectiva antidiscriminatória

6.2 Antidiscriminação e antissubordinação

6.3 As bases constitucionais da perspectiva antissubordinatória

6.4 A hermenêutica do oprimido

6.4.1 A crítica de minorias às perspectivas hermenêuticas tradicionais

6.4.2 Os pressupostos epistemológicos da hermenêutica do oprimido

6.4.3 Pressupostos teóricos da hermenêutica do oprimido

6.4.4 Pressupostos jurídicos da hermenêutica do oprimido

CAPÍTULO VII - DISCRIMINAÇÃO: SENTIDOS E DIMENSÕES

7.1 Definições

7.2 Dimensões da discriminação

7.3 Discriminação: aspectos sistêmicos e políticos

7.4 Discriminação e desvantagem

7.5 Discriminação, igualdade e liberdade

7.6 Discriminação e legitimação

7.7 Níveis de análise de atos discriminatórios

CAPÍTULO VIII - A PSICOLOGIA SOCIAL DA DISCRIMINAÇÃO

8.1 Processos cognitivos e processos discriminatórios.

8.2 A dinâmica psicológica dos preconceitos

8.3 A dinâmica psicológica dos estereótipos

8.4 Disposições cognitivas implícitas e práticas discriminatórias

8.5 A dinâmica cultural dos estigmas

CAPÍTULO IX - DISCRIMINAÇÃO DIRETA E DISCRIMINAÇÃO INDIRETA

9.1 Discriminação direta

9.2 Discriminação indireta

CAPITULO X - DISCRIMINAÇÃO INTERSECCIONAL E DISCRIMINAÇÃO MULTIDIMENSIONAL

10.1 A discriminação interseccional

10.2 A teoria da multidimensionalidade de opressões

CAPÍTULO XI - DISCRIMINAÇÃO INCONSCIENTE E DISCRIMINAÇÃO ORGANIZACIONAL

11.1 A discriminação inconsciente

11.2 Discriminação organizacional

11.2.1 Cultura institucional e discriminação estética

11.2.2 Cultura organizacional e discriminação racional

11.2.3 Cultura organizacional e negociação da identidade

11.3 Relações raciais e mercado de trabalho

CAPÍTULO XII - DISCRIMINAÇÃO INSTITUCIONAL, ESTRUTURAL E INTERGERACIONAL

12.1 Discriminação institucional

12.2 Discriminação estrutural

12.3 Discriminação intergeracional

CAPITULO XIII - O PRIVILÉGIO COMO MECANISMO DE DISCRIMINAÇÃO SOCIAL

13.1 O que é um privilégio?

13.2 A epistemologia social do privilégio

13.3 A invisibilidade social do privilégio branco

13.4 Explicitando o funcionamento dos sistemas de privilégios.

CAPÍTULO XIV - A TEORIA DAS MICROAGRESSÕES

CAPÍTULO XV - DISCRIMINAÇÃO E TECNOLOGIA

15.1 Inteligência artificial: conceitos básicos

15.2 Inteligência artificial e padrões culturais

15.3 Inteligência artificial, discriminação indireta e estrutural

15.4 Discriminação genética

15.5 A ciência e a estrutura democrática

CAPÍTULO XVI - DISCRIMINAÇÃO E ESTRATIFICAÇÃO589

16.1 A psicologia social da estratificação social

16.2 Estratificação social e processos de legitimação

16.3 Legitimação e discriminação: sobre as relações raciais no Brasil

CAPITULO XVII - DISCRIMINAÇÃO RACIAL

17.1 A lógica da operação de uma ordem racial

17.1.2 Raça e racialização

17.2 Por uma definição adequada da discriminação racial

17.3 O racismo e suas várias manifestações

17.4 O racismo como prática discursiva

17.5 Proteção social de minorias raciais

17.5.1 Ações institucionais.

17.6 Ações individuais e coletivas

CAPÍTULO XVIII - DISCRIMINAÇÃO SEXUAL

18.1 A significação social do sexo

18.1.1 A dimensão cultural da discriminação sexual

18.1.2 A dimensão política da discriminação sexual

18.1.3 A dimensão econômica da discriminação sexual.

18.2 A definição legal e conceitual de discriminação exual

18.3 Quais são os objetivos da luta feminista?

CAPÍTULO XIV - DISCRIMINAÇÃO POR ORIENTAÇÃO SEXUAL

19.1 Homossexualidade e orientação sexual

19.2 A discriminação por orientação sexual: aportes teóricos

19.3 A discriminação por orientação sexual: definição e manifestações

19.4 Proteção política e jurídica de minorias sexuais

19.5 Cidadania sexual

19.6 A cidadania sexual no Brasil

CAPÍTULO XX - OS CUSTOS EMOCIONAIS DOS SISTEMAS DE DISCRIMINAÇÃO

20.1 Identidade e personalidade

20.2 Processos discriminatórios e dinâmica psicológica da regulação social

20.3 Os custos emocionais dos sistemas de discriminação

20.3.1 Sistemas de discriminação e trabalho emocional

20.3.2 As consequências emocionais da discriminação

CAPÍTULO XXI - ANTIDISCRIMINAÇÃO, GOVERNANÇA CORPORATIVA E COMPLIANCE

21.1 Princípios da ordem econômica brasileira

21.1.1 Governança corporativa: definição e funções

21.2 Teorias de governança corporativa

21.3 Governança corporativa e compliance

21.3.1 Responsabilidade social corporativa

21.4 Governança corporativa e práticas discriminatórias 783

21.4.1 Discriminação como vantagem econômica

21.5 Diversidade racial e governança corporativa

21.6 Ações afirmativas, cidadania corporativa e repertório identificatório

CAPÍTULO XXII - PARÂMETROS PARA POLÍTICAS PÚBLICAS E MEDIDAS LEGISLATIVAS

CAPÍTULO XIII - POR QUE É ERRADO DISCRIMINAR?

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Adilson José Moreira

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Suspendisse varius enim in eros elementum tristique. Duis cursus, mi quis viverra ornare, eros dolor interdum nulla, ut commodo diam libero vitae erat. Aenean faucibus nibh et justo cursus id rutrum lorem imperdiet. Nunc ut sem vitae risus tristique posuere.

Relacionados

Relacionados

Lançamentos

Lançamentos

Ver Mais Livros RelacionadosVer Mais Lançamentos

Cadastre seu E-mail para Receber Novidades

E-Mail
Obrigado. Seu cadastro foi realizado com sucesso!
Não foi possível enviar seus dados. Por favor revise seu endereço de e-mail, aceite os termos e condições e tente novamente.
© Editora Contracorrente LTDA
2023
Alameda Itu, 852, 1º andar, Paulista, São Paulo – SP, 01421-002
CNPJ: 22.120.667.0001-60
Alameda Itu, 852, 1º andar, Paulista
CNPJ: 22.120.667.0001-60
São Paulo – SP
CEP: 01421-002
CNPJ: 22.120.667.0001-60
Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o armazenamento de cookies em seu dispositivo para aprimorar a navegação no site, analisar o uso do site e auxiliar em nossos esforços de marketing. Em caso de dúvidas, consulte as Políticas do Site para saber mais.